Tendências Digitais Para 2019

Se antes um empreendedor ou empresário precisava gastar milhões em propaganda, ou ainda, sair em uma grande rede de TV, jornal ou revista para conseguir se destacar… os tempos são outros.

Não dá pra negar que 2018 foi o ano para os influenciadores. E continuará a ser, mas de uma maneira diferente.

E quem são os influenciadores? Em uma palavra: geradores de conteúdo, seja, de presidentes de empresas, empresários liberais a donas de casa (sim, elas também estão no mundo virtual).

Listei, abaixo, algumas tendências do mundo digital – cada dia mais a melhor ferramenta para propagar uma Marca Pessoal de poder – em 2019.

Os pontos abaixo são um resumo baseado em pesquisas divulgadas e da minha observação como Jornalista e Especialista em Imagem.

Nanoinfluenciadores

Parecia uma brincadeira. Mas um simples vídeo de um grupo de brasileiros assediando uma estrangeira na Copa do Mundo viralizou e tomou proporções gigantescas. Os personagens (mesmo sem grandes números de seguidores) perderam empregos e praticamente sepultaram sua marca pessoal.

A lição? TODOS somos influenciadores. Em maior ou menor grau. As empresas já aprenderam isso e estão mirando seu marketing nesses influenciadores menores, porém, com grande poder de engajamento da comunidade.

Marketing de Influência

Se o Marketing de Influência ganhou força em 2018, em 2019 ele deve explodir e amadurecer.  De acordo com a agência norte-americana Mediakix, essa é uma tendência que tende a crescer muito ano que vem.

O Marketing de Influência consiste em parcerias estabelecidas entre empresas e influenciadores digitais, nas quais influencers divulgam os produtos das marcas para seus seguidores (com ética, preferencialmente), que os compram por indicação.

Marcas como Adidas, Nike e Sephora já perceberam as vantagens do marketing de influência e decidiram investir em influencers do Brasil para alcançar o público daqui. No mundo inteiro, esse novo tipo de negócio rende mais de US$ 1 bilhão e a expectativa é que esse número aumente em 2019.

Mídias Sociais Integradas (ou Zona de Engajamento)

Já falamos à exaustão aqui no blog da importância de você construir sua Zona de Engajamento (leia aqui).

Só no Brasil 92 milhões de Brasileiros acessam o Facebook a cada mês. O Instagram, superou a marca de 1 bilhão de usuários no mundo todo em junho de 2018. Mas, está cada vez mais difícil ganhar destaque nessas redes.

Por isso as marcas, tanto pessoais quanto empresariais, precisam pensar em presença digital envolvendo todas as redes sociais de forma integrada.

LinkedIn

Foi-se o tempo em que o LinkedIn era apenas uma ferramenta para conseguir mudar de cargo ou de empresa.

Cada dia mais surgem os influenciadores do LinkedIn. Além disso, profissionais liberais usam a rede social como base de captação para negócios, principalmente em negócios B2B (business to business, ou empresas para empresas).

Vídeos, vídeos, vídeos!

Um vídeo tem o poder de conectar até 60 mil vezes mais que um texto. Pudera, nascemos visuais e a escrita é uma invenção do homem. Sendo assim, faz todo sentido que nosso cérebro entenda mais facilmente um vídeo que um texto.

O consumo de vídeos na internet cresceu mais de 23% no Brasil, segundo uma pesquisa do YouTube. A cada 10 pessoas, 9 acessam o YouTube para obter conhecimento. De olho nisso, cresce também o número de anunciantes na plataforma. O que é uma ótima oportunidade para criadores e empresas.

Mas o poder do vídeo não se resume ao YouTube. O Instagram com os stories e o IGTV também mergulhou nesse universo. E muitas pessoas deixaram de ver fotos para assistir aos seus perfis prediletos. Facebook também lançou recentemente sua plataforma de vídeos.

O movimento dessas empresas prova que essa é uma tendência que só tende a crescer em 2019 – e nos próximos anos, anote.

Para especialistas, profissionais liberais, empreendedores ou empresários gerar conteúdo em vídeos é MUITO importante, já que ele se torna uma prova social muito forte, ou seja, a comprovação da qualidade do seu conhecimento ou trabalho.

Realidade Virtual Aumentada

Outra tendência é a realidade virtual aumentada. Diversas empresas estão apostando nessa possibilidade.

Entre elas, se destacam o Google e Facebook com seus cardboards, dispositivos que se assemelham aos óculos 3D e que aproximam a virtualidade do mundo material.

Outro exemplo disso são os vídeos feitos em 360º que visam intensificar a interação do público com o espectador, gerando uma experiência.

Todos esses recursos de realidade virtual proporcionam uma experiência diferenciada, encurtando a distância entre marca e público.

Pra quem quer se profissionalizar nesse mercado para rentabilizar como profissional, nosso curso DO Zero Aos 10K é um ótimo ponto de partida!

Curso Influenciadora Digital

Se você deseja começar do zero, conhecer estratégias para acelerar seus resultados como influenciadora, ou usar a influência digital para crescer o seu negócio, não importa o seu tema, ou o seu nicho, CLIQUE AGORA, porque o método “Do Zero aos 10K” funciona pra você também. 😉

 

 


Um beijo e até mais!

Dani Almeida
Jornalista e Especialista em Imagem