Redes Sociais: Um Foguete Para o Protagonismo

Se antes para se destacar era preciso ter muito dinheiro e investir em propaganda tradicional (anúncios na mídia impressa, TV, rádio…), ou em uma boa assessoria de imprensa que te colocasse nas principais revistas, jornais e programas televisivos, na Era da Informação o jogo mudou.

A internet deu voz a milhares de pessoas de diferentes nichos e tribos. E, agora, quem se destaca nas redes pode ir parar na mídia tradicional.

Deixa eu tentar resumir. Antes, a mídia tradicional era o único caminho para o protagonismo.

Hoje, de maneira infinitamente mais barata e democrática, as pessoas protagonizam primeiro no mundo online, para então aparecer na mídia tradicional (a chancela final e suprema, a consagração do protagonismo).

Quando digo mundo online, as redes sociais – conhecidas por seu poder de viralização – são verdadeiros foguetes que podem levar a sua marca pessoal ao espaço do protagonismo.

Viagem à Lua

Muitas pessoas alcançaram o protagonismo digital de forma intuitiva. Eram os tempos de pouca concorrência no mundo online.

Quem chegou antes encontrou um terreno praticamente vazio, onde era fácil fincar sua bandeira e ganhar destaque.

Hoje, antes de mais nada, é preciso um trabalho de construção de marca – passando por seu posicionamento, de maneira alinhada a sua imagem pessoal e a sua imagem digital.

Dessa maneira, é possível identificar seus pontos fortes e encontrar uma forma de se destacar em meio à multidão. Feito esse trabalho, aí sim você pode usar as redes sociais para propagar sua marca rumo ao protagonismo.

Ensinamos isso, passo a passo, no curso Persona Protagonista.

É um curso completo, um plano de ação para quem deseja se destacar de vez da concorrência, construindo uma marca pessoal poderosa, para se tornar um verdadeiro protagonista no seu mercado.

Posto, Logo Existo

Se você sente que precisa estar nas redes sociais, mas não sabe exatamente por que, eu te explico.

Não existir nas redes sociais, atualmente, é quase como não existir no mundo. Que atire a primeira pedra quem não correu procurar as redes sociais de um profissional antes de contratá-lo para ver se ele era bom mesmo.

Chamo isso de fim do diploma na parede. Se antes você ia ao médico e ficava tranquilo ao examinar o diploma na parede. Hoje você quer ver o diploma, um blog, um canal no YouTube, um perfil no Instagram… Página no Facebook é quase tão obrigatório quanto um site. Site, aliás, é o antigo cartão de visitas.

Pode parecer exagero, mas é assim que as coisas são e tendem cada vez mais a ser. Justamente porque as redes sociais são hoje a principal ferramenta e meio para propagar imagens e marcas pessoais.

Trajetória Para a Propagação e o Protagonismo

Alguns passos são importantes na construção da sua imagem online, rumo à propagação da sua marca pessoal e o seu destaque como protagonista.

Presença Digital: o primeiro passo é escolher os canais em que pretende atuar e por meio dos quais pretende atingir sua audiência. Importante também pensar no perfil do seu público-alvo. Será que ele está mais no LinkedIn, YouTube, Instagram… ? De repente ele ouve muito podcast devido à vida corrida…

Conteúdo: ter seu posicionamento estruturado vai te ajudar a entender que tipo de conteúdo precisa gerar pra reforçar esse posicionamento e estimular a rentabilização. Um planejamento de conteúdo vai te ajudar a se organizar e a criar consistência, marcando forte presença no meio online.

Congruência e Credibilidade: quanto mais forte o trabalho na construção da sua marca pessoal, mais claro e sincero quanto aos seus valores/atributos da sua marca você será. Mostre o que você valoriza e como atua no mercado, isso gera credibilidade e ajuda a criar conexão com o público. Lembre-se também de ser sempre coerente com o que você transmite.

Interação: pessoas se conectam com pessoas. E as pessoas estão nas redes sociais para interagir com outras pessoas. Se você quer usar as redes para se destacar e protagonizar, precisa interagir com a sua audiência, pois ela será a grande responsável pela propagação da sua marca, marcando outras pessoas e indicando seu perfil, página ou canal de YouTube.

Inspire-se (sem copiar!): buscar referências de boas práticas nas redes é super bacana. pessoas do seu nicho (ou não) podem te dar grandes sacadas e você cai criando a sua própria colcha de retalhos, adaptando aqui e ali o que pode aplicar na sua imagem digital. Só cuidado para não copiar ninguém.

Autenticidade: complementando o parágrafo acima, sua maior força é ser você mesmo. Por que copiar alguém que já existe e já tem uma audiência? O que faria essa audiência passar a te seguir em vez de seguir alguém que já se tornou referência pra ela? Não faz sentido, certo? O trabalho inicial de marca te ajuda no caminho da autenticidade.

Frequência: quem não é visto não é lembrado. Seja ativo nas redes sociais. Ficar dias ou meses sem postar mostra falta de comprometimento, de profissionalismo e abala a sua credibilidade. Além de acabar com seu engajamento.

Crossmedia: mande sempre sua audiência de um canal para outro. Quanto mais você fizer isso, mais rápido sua comunidade vai crescer e mais rápido sua marca vai se propagar. Com isso, mais cedo você chega ao protagonismo!  

Agora, se você deseja criar, passo a passo, por meio de um plano de ação, a sua imagem digital para protagonizar de vez seu mercado, precisa conhecer o curso Do Zero Aos 10K.

Ele vai te pagar pela mão para construir seu foguete rumo ao protagonismo.

Um beijo e até mais!

Dani Almeida

Jornalista e Especialista em Imagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *